Advogada realiza residência jurídica por três meses no escritório

Receita recebe mais de 5 milhões de declarações de propriedade rural
5 de outubro de 2018
O que fazer se você caiu na malha fina do Imposto de Renda?
11 de outubro de 2018
Exibir Tudo

Advogada realiza residência jurídica por três meses no escritório

Foi desta forma – como você está agora, com os olhos na tela do computador – que a advogada Camila Pereira, 23 anos, se interessou em conhecer o escritório Ivo Barboza & Advogados Associados. Olhando o site e as redes sociais do escritório, ela não teve dúvidas de que seria o melhor ambiente para ter a vivência do dia a dia da advocacia tributária. Mas não bastava apenas que ela fizesse a escolha para ter a garantia de conseguir uma das vagas no programa de Residência Jurídica, implantado em maio pela Escola Superior de Advocacia de Pernambuco, órgão da Ordem dos Advogados do Brasil (PE).

Para conseguir atuar no escritório, Camila se submeteu a uma prova de redação, apresentou um histórico com boas notas no currículo de graduação e ainda obteve a nota máxima na prova da OAB. São esses os critérios básicos do programa que, nesta primeira etapa, selecionou 38 advogados (as) para atuar em escritórios de advocacia que aderiram à Residência Jurídica.

Camila está atuando no Ivo Barboza há cerca de um mês. “Estou entusiasmada com tudo o que estou aprendendo. Neste momento estou estudando sobre ação anulatória. As teses são bem complexas. É um desafio”, confirma a advogada que, até então, só tinha experiências no serviço público. “Fiz estágios no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) e no Tribunal Regional Eleitoral (TRE/PE) ”. Camila confessa que não tinha muita empatia com a área tributária até iniciar as aulas com a professora Anne Cabral. “Quando comecei no escritório tive a certeza de que estou na área certa”.

O programa Residência Jurídica oferece aos profissionais da advocacia com até cinco anos de inscrição na OAB a oportunidade de atuar em escritórios parceiros. Todo o processo ocorre com o acompanhamento de tutores indicados. No caso do Ivo Barboza & Advogados Associados, o sócio Ivo de Oliveira Lima é o responsável pelo monitoramento. “Serão três meses de residência onde Camila vai passar por todas as áreas do escritório. “É a oportunidade de experimentar a prática, enquanto advogada e não mais como estagiária, explica. Ele ressalta que o escritório acompanha às mudanças do mercado. “Sem contar que a troca de experiência permite ao escritório se manter atualizado”, comenta Ivo de Oliveira Lima, que já faz planos para receber novos residentes para a segunda turma do programa.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *